Arte & Cultura

Arte & Cultura

Pesquisa realizada pelo Site, revelou os artista que a população considera mais destacados nas Artes Plásticas, Artesanato, Canto Coral, Cinema, Dança, Literatura, Poesia, Teatro, Multimídia e na Música.

 

Augusto CardosoAugusto Cardoso

Artes Plásticas
O roraimense Augusto Cardoso, iniciou sua trajetória artística aos 14 anos, como autodidata. Entre Individuais e Coletivas, já realizou 64 Exposições com um acervo de aproximadamente 1.600 obras, adquiridas por pessoas comuns, acervos Privados e Públicos, Museus e Embaixadas no Brasil, Venezuela, Itália, Argentina, Holanda, Japão, França, Canadá, Áustria, e Estados Unidos. Premiado e reconhecido por seu brilhante trabalho, o qual destacam-se importantes obras sacras, como: o Tríptico de São Francisco, na igreja de São Francisco; Via Sacra (15 peças) na Matriz de Nossa Senhora do Carmo e "São Francisco do Lavrado", que compõe o Acervo do Museu do Vaticano. Cardoso foi Conselheiro Estadual de Cultura, por vários mandatos e presidiu o Colegiado no biênio 2005/2006. Foi coordenador de Acervo e diretor de Arte do Museu Integrado de Roraima, tendo realizado várias importantes exposições histórico cientificas, visitadas por milhares de estudantes. Em 2011, foi nomeado Membro da Academia Amazonense de Arte e Ciência ocupando a Cadeira de número 34 e elegeu como Patrono seu pai, Licinio Cardoso( in memóriam). Atualmente, reveza-se entre Roraima e Amazonas, sempre produzindo belíssimas obras de arte.

 

Lidia RaposoLídia Raposo

Artesanato
A artesã macuxi Lídia Raposa, aprendeu a arte milenar da confecção de panelas de barro ainda criança com a sua avó. Essa produção artesanal tradicional na cultura indígena de várias etnias, em Roraima, vem sendo repassada de gerações em gerações por mulheres Macuxi da Terra Indígena Raposa Serra do Sol, entre as quais se destacou a talentosa Lídia, que ao longo de 15 anos produzindo as mais concorridas panelas de barro da Região, agregou novas técnicas a forma original que aprendeu com seus antepassados, para melhorar a produção. E graças a essas adaptações, as peças confeccionadas por ela, uma a uma manualmente, além de mais bonitas e mais resistentes, agora tem a opção de vários tamanhos de acordo com a preferência dos clientes. Lídia, foi tema de pesquisas, reportagens nacionais e já ministrou oficinas, ensinando o trabalho a estudantes da Universidade Federal de Roraima. Apesar do merecido sucesso que conquistou graças ao seu talento e sua dedicação a arte dos seus ancestrais, que atualmente é o sustendo de sua família, Lídia conserva a mesma simplicidade das pessoas do interior e não faz segredos sobre a arte de confeccionar panelas de barro artesanalmente, ao contrário, mostra todos os passos da produção, revelando que o segredo mesmo, está em suas mãos.

 

Míriam BlosMirian Blós e Canarinhos da Amazônia

Canto Coral

A Maestrina, Miriam Blos, da Associação Cultural Canarinhos da Amazônia, é cantora, compositora e musicista desde a infância e dirigiu seu primeiro coro infantil formado por seus irmãos e crianças de sua igreja, aos 12 anos. Formada Teologia Sistemática, Regência Coral, Técnica Vocal e Estudos da Hinologia Sacra Antiga e Contemporânea, ela estudou música sacra, piano e Direção Coral com reconhecidos maestros internacionais como: o alemão Werner Pfaff e o espanhol Eduardo Cifre Galego. Em Roraima tem mais de 21 anos dedicados a resgatar vidas, compartilhando seu talento musical, construindo sonhos e promovendo o crescimento de centenas de crianças atendidas nos programas da Ascam, que durante as três gerações dos "Canarinhos da Amazônia",com o apoio de parceiros, deixou sua história marcada para sempre na tríplice Fronteira, com CDS; centenas de apresentações; tuornes internacionais e vários prêmios pela destacada ação social com os Canarinhos Embaixadores da Paz sem Fronteiras, que atualmente atende também,crianças das zonas de invasão em Santa Elena de Uairén -Venezuela.

 

Thiago Sardenberg webThiago Sardenberg

Cinema
O jovem roraimense Thiago Sardenberg, é bacharel em Cinema pela Universidade Estácio de Sá, ator profissional pela Casa das Artes de Laranjeiras e atualmente cursa Licenciatura em Artes Cênicas na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Desde quando ganhou o Concurso de Contos Contados, com o conto "A Chave do Amor", aos 13 anos, venceu vários outros prêmios, entre os quais, com os contos "Corações Insanos" e "A máscara do Pecado". Aos 16 anos publicou o romance "No abismo da Paixão". Foi dirigido pela premiada Stella Miranda no espetáculo "As Alegres Comadres", de William Shakespeare. Também no Rio de Janeiro escreveu, produziu e protagonizou a comédia musical "Sai de mim, Julie Andrews!", dirigida por Rubens Lima Junior, que bombou no Youtube. Entre outros importantes trabalhos, foi assistente de direção do documentário "Nenê Macaggi – Roraima Entrelinhas". Thiago destacou-se ao produzir o longa metragem "Bonmance -Amigos de uma vida inteira", em que trabalhou como diretor, roteirista e ator.

  

Santiago Junior webSantiago Junior

Dança
Santiago nasceu em Boa Vista, Roraima. Começou seus estudos de ballet em Brasília com Ofélia Corvello e Regina Corvello. Mais tarde, foi para o Rio de Janeiro onde ingressou na Escola de Dança Maria Olenewa e teve como professores Jacy França e Marcelo Coelho. Ganhou Medalha de Ouro
no 3º Seminário de Dança de Brasília; Medalha de Prata do Conselho Brasileiro de Dança; foi solista do Ballet Metropolitano de Caracas. De volta da Venezuela se especializa por 4 anos com Gisele Santoro e trabalhou como convidado da Escola de Dança Alice Arja. Em 2000 ingressou por concurso no Corpo de Baile do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, onde vem se destacando como solista nos ballets:
La Bayadère, Aura, A Megera Domada, o Lago dos Cisnes, A Bela Adormecida, Espectro da Rosa e Opera Rigoleto, em papel criado especialmente para ele. Participou integralmente de todas as outras montagens do Balé do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, atuou com os mais importantes professores/ensaiadores da atualidade e tem experiência
Como professor ensaiador na Escola Petite Dance, fez aperfeiçoamento com o barítono André Kacowics, fala espanhol e francês.

  

Zeze Maku webZezé Maku

Literatura
José Miranda de Aquino, adotou o pseudônimo de Zezé Maku, em homenagem ao Maculelê e ao mito Makunaima).Professor, compositor, teatrólogo e escritor, se destacou em vários festivais e em montagens de peças em Roraima, São Paulo, Tocantins, Goiás e Brasília, mas foi na literatura que ele encontrou o campo mais fértil para expressar sua arte. Em 2001, lançou a Coletânea Literária Infantil Ecológica (ilustrada por Tatiana e Dorvano Jubé), produzida pela Secretaria de Cultura de Goiás, embrião do projeto Coleção Literatura Ecológica Cordel Infantil - volume 1 e 2 (ilustrados pelo artista plástico Augusto Cardoso), lançado no Fórum Social Mundial de 2002 em Porto Alegre e na Feira do Livro de Brasília. Em 2006, lançou o Volume 3 (ilustrado pela artista plástica Virgínia Regozino), na 19ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo. Zezé Maku, prepara-se para lançar 2ª Coletânea Literária Ecológica (ilustrada por Augusto Cardoso) Intitulada "Do Reino de Makunaima, um Cordel para a Natureza", pela Lei Estadual de Incentivo a Cultura, com patrocínio do Grupo Perin e apoio da OAB-RR.

 

 

1 Neubers AndrezzaZeca Preto

Poesia
Cantor e compositor de grande expressão regional, o paraense Zeca Preto, que escolheu Roraima pra viver, é reconhecido como figura importante para a divulgação do Estado, não só por sua maravilhosa voz, mas principalmente pelas letras de suas músicas que são autênticas poesias. Destacou-se em Festivais de Músicas, participou de inúmeros eventos culturais como shows em Teatros, Ginásio de Esportes, Praças públicas, Feiras, Parques, Escolas, Universidade etc, em vários estados do Brasil e também no Exterior. Sua Musica "Roraimeira", tornou-se verdadeiro Hino de Roraima, dando nome a chácaras, padarias, boates entre outros sinônimos do que é bom. Zeca possui 14 discos gravados e 02 livros editados (disponibilizados na Internet no: www.radiororaimeiraweb.com.br o Songbook "Música Viva de Zeca Preto" e o livro "Poemas Acorrentados" , além de seu mais recente CD "Nas Esquinas da Amazônia".

  

chacon - adilson Brilhante webNonato Chacon

Teatro
Quando se fala em Teatro em Roraima, a primeira coisa que se tem em mente é Nonato Chacon, professor, diretor, produtor cultural e essencialmente ator, que (junto com Catarina Ribeiro) fundou o do Grupo de Teatro a Bruxa Tá Solta, em 1992. Professor de Teatro desde os anos 80, Chacon, que tem sua vida dedicada a arte do teatro e a disseminação da cultura do tablado, é produtor cultural e o representante roraimense no Colegiado Nacional de Teatro. Em 2006, implantou o Ponto de Cultura A Bruxa ta Solta (Ministério da Cultura), que atende comunidades do Sul do Estado (município de Rorainópolis e adjacências), com cursos, oficinas, montagem de espetáculos, participação em eventos, realização de pesquisas de memória, fortalecimento das ações culturais comunitárias, tendo destacado na região, quatro Mestres e seus saberes.

 

 

Epitácio Cesar webEpitácio Cesar

Multimídia

Epitácio César, é o que se pode chamar de artista multimídia, tendo dedicado sua vida inteira ao metier audio-visuais, dirigindo produção de vários longs metragens, séries, documentários para TV e centenas de comerciais. Como publicitário, imprime sua arte utilizando técnica polivalente para atuar na direção e criação de peças publicitárias. Produziu mega espetáculos no Estado, tais como: o Circo Popular de Roraima; os eventos Cowboy in Country e a Paixão de Cristo em Mucajaí, além da edição de vários livros e capas de CD's. Trabalhou com artistas consagrados, entre eles: Tom Jobim, Baden Powell, Roberto Carlos, Vinicius de Moraes e Elis Regina. Pesquisador nato, possui um dos maiores acervos culturais sobre a memória de Roraima. Filho de um casal de músicos, além de aflorar sua arte nos meios de comunicação, Epitácio é apaixonado por desenho (bico de pena), pintura e escultura. Suas obras (quadros) estão em vários prédios públicos e suas esculturas fazem parte do acervo cultural do nosso Estado.

 

Neuber Uchoa webNeuber Uchoa

Música
Muita gente costuma dizer, que a música regional tem nome e sobrenome: Neuber Uchoa. Roraimense, cantor e compositor, ele tem uma carreira brilhante com 5 discos solos e 6 coletivos e em 30 anos dedicados a música, apresentou-se em shows por todas as capitais da Amazônia, nas principais cidades do país e em outros paises, como Venezuela e Suíça. Alem de fazer sucesso cantando suas composições, Neuber tem várias de suas músicas gravadas na voz de artistas consagrados como Nilson Chaves, Lucinha Bastos, Banda Embaúba, Grupo Raízes Caboclas, entre outros.
Entre suas muitas musicas, há clássicos que fazem sucesso desde o lançamento até hoje, como é o caso de: Ave, Nossa Bossa, Areia, Isso é te Querer, Cruviana, Makunaimando (em parceria com Zeca Preto), Casinha de Abelha, entre outras. Famoso também por seu talento na área da Culinária Regional, ele e seus filhos abriram a Casa do Neuber, um espaço de shows musicais, exposições de artes e fomento da cultura local.